ELINOR OSTROM E A TEORIA DO CAPITAL SOCIAL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

  • Maria Lúcia Corrêa Neves brasileira
  • Gabriela de Almeida Marcon Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Florianópolis – SC– Brasil
  • Francisco Antonio Fialho Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento-Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Florianópolis – SC– Brasil.

Abstract

Esta pesquisa buscou responder questões formuladas, no início do século, por Elinor Ostrom, sobre o interesse e uso futuro da teoria do Capital social (CS). Para tanto, foi realizada revisão da literatura direcionada para a base científica Scopus. Foi identificado que o interesse pela teoria cresceu, sistematicamente, a partir do ano de 2000 e que seu uso foi disseminado por diversas áreas cientificas. A pesquisa, adicionalmente, oferece síntese de 18 publicações sobre CS, de áreas distintas, categorizadas por continente. Por fim, considera-se que: (1) é fundamental para o entendimento da teoria CS e suas aplicações, a visão multidisciplinar; e (2) a capacidade do CS perverso destruir capitais, eleva a importância de interferências que promovam o CS que inova e cria valor econômico de forma sustentável.

Published
2017-09-06
How to Cite
NEVES, Maria Lúcia Corrêa; MARCON, Gabriela de Almeida; FIALHO, Francisco Antonio. ELINOR OSTROM E A TEORIA DO CAPITAL SOCIAL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA. International Congress of Knowledge and Innovation - Ciki, [S.l.], v. 1, n. 1, sep. 2017. ISSN 2318-5376. Available at: <http://proceeding.ciki.ufsc.br/index.php/ciki/article/view/191>. Date accessed: 17 sep. 2019.