CAPACIDADE ABSORTIVA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

  • Marina Souza Kracik UFSC
  • Heriberto Alzerino Flores UFSC
  • Ana Maria Bencciveni Franzoni UFSC

Resumo

O serviço público brasileiro vem passando por um processo de modernização nos últimos anos, com o intuito de atender as necessidades da sociedade. O novo modelo de gestão pública, além de promover o diálogo entre cidadãos e agentes públicos, busca inserir novas metodologias e ferramentas ao processo de tomada de decisão. Neste contexto, a capacidade absortiva que é capacidade em reconhecer, assimilar, transformar e aplicar os conhecimentos externos adquiridos, pode ser empregada nas organizações públicas vindo a contribuir para a eficiência e eficácia na prestação de serviços públicos, a partir do diálogo entre cidadãos e Estado. Desta forma, o objetivo deste estudo é identificar a capacidade absortiva de uma organização pública, a fim de verificar se ela está contribuindo para a melhoria dos processos da organização, na prestação de serviços ao cidadão. Para atingir o objetivo, utilizou-se como instrumento de coleta de dados o questionário de Santos (2013). A ferramenta possui um total de 20 questões, sendo que 5 referem-se ao processo de aquisição, 4 ao processo de assimilação, 5 ao processo de transformação e 6 ao processo de aplicação. Como resultado verificou-se que as capacidades de aquisição e assimilação são bem desenvolvidas (capacidade absortiva potencial), e que as capacidades de transformação e aplicação (capacidade de absorção realizada) precisam ser trabalhadas. Ficou evidenciado ainda que é necessário uma investigação mais específica para identificar os fatores que levaram a organização a obter resultados tão baixos na capacidade de aplicação de novos conhecimentos.

Publicado
2018-08-07
Como Citar
KRACIK, Marina Souza; FLORES, Heriberto Alzerino; FRANZONI, Ana Maria Bencciveni. CAPACIDADE ABSORTIVA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Congresso Internacional de Conhecimento e Inovação – Ciki, [S.l.], v. 1, n. 1, aug. 2018. ISSN 2318-5376. Disponível em: <http://proceeding.ciki.ufsc.br/index.php/ciki/article/view/435>. Acesso em: 13 dec. 2019.